segunda-feira, 21 de março de 2011

Como saber se o animal sente dor

Engana-se quem pensa que cálculo renal, dor de dente e cólicas menstruais, por exemplo, são problemas que afligem exclusivamente os seres humanos. Animais de estimação como cães e gatos também sofrem com isso. O problema é que, no caso dos bichos, nem sempre os donos percebem o que está acontecendo. Aprenda a identificar sinais de dor.


1- Atenção

Segundo os veterinários, atitudes como um balançar constante de cabeça, um piscar de olhos intermitente ou a recusa em subir uma escada merecem atenção, pois têm grandes chances de serem reflexos da dor.?


2- Mudança nos hábitos
O dono precisa observar seu animal de estimação. Na maioria das vezes, uma pessoa atenta é o melhor auxiliar do veterinário para diagnosticar problemas de saúde. Uma coisa que parece boba, como um corte pequeno numa das patas, pode transformar-se num caso sério, se não for tratada. Segundo o veterinário Luiz Pereira, qualquer mudança nos hábitos do animal deve ser levada em conta.


3- Sinais
Deixar de subir em sofás e camas, por exemplo, pode ser resultado de uma dor muscular. Dificuldades ao mastigar a comida podem esconder dores de dente. Sacudir a cabeça constantemente ou pendê-la para um lado é indício de otite (inflamação no ouvido). Respiração rápida e acelerada é sinal de que algo não vai bem no tórax do seu bichinho. Já uma cadela com o dorso arqueado tem grandes chances de estar com problemas no abdômen ou sentindo cólicas menstruais, se estiver no cio.?


4- Mais resistentes
De acordo com a veterinária Márcia Canavarro, o limiar da dor em cães e gatos não é tão acentuado quanto no homem. Isso faz com que, muitas vezes, o dono só perceba que o animal está com problemas de saúde quando já é muito tarde. Os gatos, por exemplo, ao sentirem dores costumam se esconder, não comem, não bebem e sequer urinam. Caso a pessoa não tome providências a tempo, eles morrem. Os tipos de dor mais comuns em animais são a muscular, a óssea e a de ouvido.?


5- Emergência
Um animal cianótico (de mucosas azuladas) ou com o abdômen duro deve ser levado logo ao médico. O abdômen duro tanto pode ser excesso de gases como sinal de septicemia (infecção generalizada). O veterinário Luiz Pereira alerta que só depois de um exame se conhece a gravidade do caso.


Fonte: Extra Explica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário